|
porOikos
fonteOikos
a 15 FEV 2017

Parlamento Europeu não ouve os Cidadãos e Cidadãs sobre o CETA

Apesar das preocupações manifestadas por mais de 3,5 milhões de cidadãos e cidadãs da Europa comunitária, a maioria dos Deputados(as) do Parlamento Europeu votou hoje a favor do acordo de comercio livre entre o Canadá e a União Europeia (UE). Activistas preparam várias intervenções para evitar que este acordo seja aprovado nos 38 parlamentos regionais e dos Estados Membros.


Quando os Deputados(as) do Parlamento Europeu entraram hoje no plenário, cidadãos e cidadãs de muitos países (incluindo do Canadá) estava à porta para recordar que a maioria dos europeus espera que votem contra o CETA, esse controverso acordo comercial entre o Canadá e UE. Contudo, a maioria dos Deputados(as) decidiram não ouvir as suas bases eleitorais e votaram a favor. Na votação final, 408 votaram a favor do acordo, 254 votaram contra e 33 abstiveram-se.

“Estamos profundamente desapontados com os resultados desta votação, mas esta luta ainda não acabou,” afirma Amélie Canonne, a porta-voz da Aliança “Stop TTIP” e Co-Presidente da AITEC (França). “O sucesso da recente iniciativa popular na Áustria mostrou que quando é dada oportunidade aos cidadãos e cidadãs de falarem, são quase unanimemente contra acordos como a CETA.”

Mais de 3,5 milhões de cidadãos e cidadãs da UE assinaram a Iniciativa de Cidadãos Europeus exigindo fim da CETA e do TTIP. Mais de 500 organizações juntaram-se a esta campanha. Centenas de milhar na Europa participaram na campanha “CETA CHECK” ao enviarem e-mails aos seus representantes no Parlamento Europeu, escrevendo postais, fazendo telefonemas e/ou com os/as Deputados/as eleitas pelos seus Estados Membros.

“A luta contra a CETA e o TTIP levou a participação na democracia europeia a outro nível. Tornou a Sociedade Civil mais forte e melhor coordenada como nunca antes esteve. Os nossos Governos podem estar certos de que usaremos esta força para mobilizar o maior número de Parlamentos possível nos Estados Membros para votarem contra a CETA”. Este acordo representa uma grave ameaça à saúde pública, ao emprego e à democracia. É por isso que continuamos a lutar”, conclui Ernst-Christoph Stolper, porta-voz da Aliança “Stop TTIP” Presidente delegado Friends of the Earth, Germany (BUND).

O voto em plenário do Parlamento Europeu não foi a fase final do processo de ratificação do CETA. Este acordo de comércio segue agora para os Parlamentos nacionais que terão oportunidade de votar sobre este acordo. O processo de ratificação deste acordo ainda enfrentará muitos obstáculos pelo caminho: o Governo da Valónia (Flandres) afirmou que não assinará a CETA nos actuais termos; Áustria, após recolha de 562552 assinaturas vai submeter o CETA a referendo; Holanda espera também sujeitar esta questão ao voto directo popular.

Informação adicional:
“Stop TTIP” é uma aliança de mais de 500 organizações europeias que se juntaram para impedir que os acordos comerciais e investimento TTIP e a CETA alguma vez sejam aprovados e entrem em vigor. A Aliança acredita que estes acordos não podem prosseguir já que constituem uma séria ameaça à Democracia, ao Estado de Direito, aos Direitos Laborais, às regras de protecção do Ambiente e dos Consumidores.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010