|
porPlataforma ONGD
fonteVários
a 11 OUT 2019

CONCLUSÕES DAS CIMEIRAS DE NOVA IORQUE

Depois das várias cimeiras que decorreram na sede da ONU em Nova York na última semana de setembro, esperam-se ações concretas por parte dos Chefes de Estado e de Governo que compensem a falta de ambição demonstrada nos seus discursos e nas suas políticas, como denunciou a ativista sueca, Greta Thunberg no seu discurso durante a Climate Action  Summit (23 de Setembro).

Dos vários relatórios apresentados durante o SDG Summit, (24 e 25 de Setembro) destacamos o Global Sustainable Development Report (GSDR) e o Secretary-General’s SDG progress report que traçam um diagnóstico sobre os avanços e falhas na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), propondo medidas concretas para que até 2030 se consigam avanços significativos em áreas importantes para um desenvolvimento sustentável e global.

Desta cimeira sobre a implementação da Agenda 2030, saiu também uma declaração política e vários compromissos e medidas concretas anunciadas por vários países que pretendem antecipar algumas das metas previstas nos ODS.

A delegação da União Europeia (UE) presente na SDG Summit anunciou que mobilizará 30 milhões de Euros para o Fundo Global das Nações Unidas que visa financiar ações que concretizem os ODS. Relevante também foi a assinatura de uma declaração entre UE e países ACP (que representam mais de metade dos membros da ONU), reafirmando o esforço conjunto de implementação da Agenda 2030.

A sociedade Civil esteve também em força em Nova Iorque, organizando uma semana global de ação com o lema #standtogethernow, que incluiu a People’s Assembly que decorreu em paralelo ao SDG Summit, e que culminou com a  participação no Civil Society SDG Forum promovido pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
2019
2018
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010