menu

18 jun 2019 Fonte: Plataforma ONGD Temas: Sociedade Civil, Pobreza e Desigualdades, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Alterações climáticas

Carta aberta para líderes da UE: o nosso futuro sustentável deve começar agora

As Organizações da Sociedade Civil uniram-se num forte apelo aos líderes para que coloquem o Desenvolvimento Sustentável no centro desta estratégia da União Europeia para os próximos cinco anos, que será debatida nos próximos dias 20 e 21 de junho.

Mais de 150 organizações da sociedade civil subscreveram uma carta aberta aos líderes da União Europeia para que o desenvolvimento sustentável se torne uma prioridade.  Em causa está a Cimeira do Conselho Europeu, que decorrerá nos próximos dias 20 e 21 de junho, na qual os líderes da União Europeia vão debater a Agenda Estratégica da União Europeia 2019-2024, que fixará as prioridades políticas da União Europeia.

Na carta aberta é salientado que para combater as desigualdades e enfrentar a crise climática, o bem-estar das pessoas e do planeta tem de ser priorizado sobre os ganhos a curto prazo – e que a economia tem de ser entendida como uma “ferramenta para promover sociedade justas, inclusivas e sustentáveis”, em vez de um mero meio para criar “competitividade”. É defendida “uma transição justa rumo a um sistema económico baseado no bem-estar e na qualidade de vida”.

As organizações deixam ainda claro que “o que falta é vontade política dos líderes”, pois a vontade de agir dos cidadãos/ãs é muito forte e tem sido manifestada nas ruas das Europa que “têm sido palco de manifestações e marchas regulares” que abrangem temas que vão desde a urgência da ação climática aos direitos das mulheres e justiça socioeconómica.

As mais de 150 organizações signatárias da carta, nas quais se inclui a Animar – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local, CPADA – Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente, CNJ – Conselho Nacional de Juventude, Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, PpDM – Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres e PPONGD - Plataforma Portuguesa das Organizações não Governamentais para o Desenvolvimento, prometem continuar a fazer-se ouvir e a colaborar e apoiar todos os esforços no sentido de criar um futuro melhor para as pessoas e para o planeta.


Carta aberta completa

SAIBA MAIS

Acompanhe o nosso Trabalho.

subscrever newsletter